Você está aqui: Home » Estudos Bíblicos » E como ouvirão se não há quem pregue?

Curta e Compartilhe este estudo em uma rede social!

 

 

A palavra grega utilizada aqui para “pregar” significa “anunciar, proclamar ou publicar”. Evidentemente, um “púlpito” pessoal é designado para cada crente (em casa, na comunidade, no escritório ou na escola) para mostrar e contar aos outros as Boas Novas.
PREGA A JESUS CRISTO – I Coríntios 1.23 e 24
(23) – Mas nós pregamos a Cristo crucificado, que é escândalo para os judeus e loucura para os gregos.
24 Mas, para os que são chamados, tanto judeus como gregos, lhes pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus.
O evangelho é a revelação da verdade, mas, na análise final, é a operação do poder de Deus com vitória sobre o pecado e a morte. A salvação bíblica não é nada menos que uma completa restauração do universo, com um novo céu e uma nova terra.
PREGA ARREPENDIMENTO E PERDÃO DOS PECADOS - Lucas 24. 46 e 47.
46 E disse-lhes: Assim está escrito, e assim convinha que o Cristo padecesse e, ao terceiro dia, ressuscitasse dos mortos;
47e, em seu nome, se pregasse o arrependimento e a remissão dos pecados, em todas as nações, começando por Jerusalém.
Os discípulos somente deviam pregar o perdão dos pecados juntamente com o arrependimento do pecador. O pregador que anuncia a salvação como uma simples “crença” ou religião fácil, ou uma formal aceitação da salvação gratuita, sem nenhum compromisso voluntário do pecador de obedecer a Cristo e à sua Palavra, está pregando um falso evangelho. O verdadeiro arrependimento inclui o abandono do pecado, i.e., um elemento fundamental e imutável do verdadeiro evangelho neotestamentário (ver Mt 3.2, nota sobre o arrependimento).
PREGA A PALAVRA DO SENHOR
(31) – E eles disseram: Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa.
(32) – E lhe pregaram a Palavra do Senhor e a todos os que estavam em sua casa. Atos 16. 31 e 32 .
Aqui temos o ministério da confirmação na Palavra, o que, por toda parte do livro de Atos, é algo bem enfatizado. A própria Grande Comissão salienta tanto a necessidade do evangelismo inicial como do ensino doutrinário, embora esta última porção do ministério cristão seja com freqüência negligenciada.
PREGA O EVANGELHO DO REINO DE DEUS Marcos 1. 14 e 15.
(14)- E, depois que João foi entregue à prisão, veio Jesus para a Galiléia, pregando o Evangelho do Reino de Deus (15) – e dizendo: O tempo está cumprido, e o Reino de Deus está próximo. Arrependei-vos e crede no evangelho. Há somente um evangelho: Jesus o pregou, transmitiu a seus discípulos e comissionou-os à sua igreja. Paulo preveniu contra jamais receber qualquer outro evangelho. “Qualquer outro” pode ser tanto uma mensagem completamente errada ou um argumento para uma mensagem diluída e desprovida de poder, embora nominalmente cristã. Jd. 3 sempre nos impele a batalhar pelo original, “a fé que uma vez foi dada aos santos”. Atenham-se ao “completo evangelho do Reino”, e esperem que o Senhor confirme essa “palavra” com os sinais que ele prometeu. Mc. 16.15-18
PREGA A PALAVRA EM TODO TEMPO – Que pregues a Palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina. II Timóteo 4.2. .
Torne-se um servo comprometido com a Palavra de Deus. Esteja preparado a qualquer momento, seja conveniente ou não, para proclamá-lo e para instruir pacientemente aqueles que não o compreendem ou não o aceitam
NÃO PREGA OU ACEITA OUTRO EVANGELHO
Mas ainda que nós ou um anjo dos céus pregue um evangelho diferente daquele que lhes pregamos, que seja amaldiçoado! Gálatas 1.8
A Bíblia afirma claramente que há um só evangelho, “o evangelho de Cristo” (v.7). Este evangelho nos veio “pela revelação de Jesus Cristo” (v.12) e pela inspiração do Espírito Santo. O evangelho é definido e revelado na Bíblia, a Palavra de Deus. Quaisquer ensinos, doutrinas, ou idéias que, originados em pessoas, igrejas ou tradições, e que não estejam expressos ou subentendidos na Palavra de Deus, não podem ser incluídos no evangelho de Cristo (v.11). Misturá-los com o conteúdo original do evangelho é “transtornar o evangelho de Cristo” (v.7).
NÃO NEGOCIA A PALAVRA DE DEUS – Ao contrário de muitos, não negociamos a Palavra de Deus visando lucro; antes em Cristo falamos diante de Deus com sinceridade, como homens enviados por Deus. II Coríntios 2.17
Paulo descreve, aqui, pregadores de então que reduziam as exigências do evangelho a fim de obterem lucro, aceitação e sucesso (cf. 11.4,12-15). Eram talentosos e persuasivos, mas, secretamente, insinceros. Cobiçavam dinheiro e visavam à preeminência (cf.Jo 10.12,13; Fp.1.15,17; I Pe 5.2; II Pe 2.1-3,14-16).
Tags:

 

© 2010 Luciano Santos | A Vitória é Nossa Pelo Sangue de Jesus diHITT - Notícias